servicos cloud com poucos provedores

Demanda de serviços de nuvem é grande, mas há poucos provedores

Todo sistema por mais perfeito que pareça ser, também está sujeito a falhas. Este é o atual caso dos serviços incorporados ao Cloud Computing. Todos os dias milhares de servidores e serviços são migrados para a nuvem, pois é uma opção muito mais moderna com relação aos servidores físicos, com garantia de que você irá pagar somente o que usar e também com diversas vantagens em relação a espaço físico e economia nas empresas.

Nós aqui na Encript sempre estamos falando sobre Cloud, apresentando as principais vantagens do serviço em uma categoria específica aqui do blog (www.encript.com.br/cloud). O sistema é realmente cheio de vantagens, porém ainda há uma grande deficiência de provedores, o que levam os atuais sistemas a sofrerem sobrecargas, principalmente em aplicações onde milhares de usuários precisam ter acesso as informações da nuvem em um mesmo momento.

Poucas opções de provedores

Atualmente os provedores de web focados em cloud de grande escala são poucos, onde podemos citar o Google Cloud, o Amazon AWS e o Microsoft Azure. Existem outras opções, mas a estrutura muitas das vezes não aguenta o “baque” dos serviços para aplicações maiores.

A pouca quantidade de provedores ocasiona erros que podem ser sentidos por muitos quando há uma falha técnica. Por exemplo, no último dia 17 de junho de 2018, diversos serviços populares acabaram ficando indisponíveis por quase uma hora, por conta de uma falha técnica nos servidores de nuvem do Google Cloud. Esses serviços foram nada menos do que o app de música Spotify, o game Pokémon Go e também a rede de mensagens rápidas, o Snapchat.

Empreendedores Web dependentes

Quem trabalha com a criação de serviços e aplicativos que dependem da web, sofre um grande desafio quando o tema é escala. Hoje na internet fica impossível prever quando será o “boom” do negócio, tão pouco em quanto tempo ele irá crescer. Por isso os empreendedores destes app e serviços utilizam a nuvem para desfrutar de uma infraestrutura onde você só paga o que utilizar, assim a escala de crescimento pode ser acompanhada também por investimentos certos com relação a capacidade de usuários.

Porém as empresas que oferecem serviços de nuvem, são provedores que já necessitam de infraestruturas gigantescas para atender o seu modelo atual de negócio e só então oferecer parte das operações para aplicações destes empreendedores. No exemplo desta terça-feira quando a nuvem do Google teve esta falha, a empresa já necessita de uma infraestrutura de processamento e capacidade tecnológica gigantesca para alimentar serviços como o Gmail, YouTube, a página de busca, Adwords e outros serviços.

Assim não há algo que garanta 100% de uma área de operação em serviços nuvem, para outros serviços que não estejam ligados as aplicações e principais fontes de renda dos provedores.

Outros problemas ao longo dos anos

Outra falha conhecida nestes últimos dois anos foi o período em que a AWS da Amazon ficou fora do ar por problemas técnicos, deixando serviços do Spotify, Pinterest e também do Netflix sem conexão.

Mas a nuvem não é um sistema seguro?

O serviço de cloud computing é seguro e dificilmente uma empresa menor que a Netflix, por exemplo, irá ficar fora do ar, afinal estamos falando de milhares de gigabytes por segundo, 24h por dia, 7 dias na semana. Mas quando há uma falha na base dos provedores Google, Amazon e Microsoft, todos os prestadores de serviços que terceirizaram a responsabilidade para eles, ficam a mercê da equipe de tecnologia resolver o problema.

Com estes casos de falhas, foi criado um alerta. Neles ficou exposto que cada vez mais serviços serão derrubados de uma única vez sempre que houverem falhas na base dos grandes provedores de cloud. Por outro lado, as condições financeiras dos provedores de grande escala, podem solucionar diversas falhas técnicas deixando o sistema sempre com uma alta taxa de eficiência.

Porém ainda sim quando há falhas, que são raros os casos, normalmente o problema é resolvido em menos de uma hora. Não podemos afirmar que se as prestadoras de serviços web não tivessem com seus sistemas hospedados nas nuvens das gigantes em cloud, os casos de falhas seriam resolvidos em tempos menores.

Migre sua empresa para o Cloud

Apesar da pouca quantidade de provedores e do grupo de serviços que podem ser afetados em caso de falhas, a tecnologia de cloud computing é ideal para todos os tipos de empresas, oferecendo uma ótima assistência, diminuição na quantidade de funcionários específicos dentro de empresa para cuidar da área de tecnologia, economia com a locação e criação de espaços, bem como com a necessidade de gastar valores altíssimos em servidores físicos, que se tornam obsoletos em um curto espaço de tempo.

E precisando conhecer mais sobre esta tecnologia ou migrar sua empresa para o cloud, fale com quem entende do assunto, nós da Encript.

Faça uma avaliação gratuita!

Ou entre em contato através do email:  contato@encript.com.br

Ou no telefone: (41) 2626-1276