intel facebook chip inteligencia artificial

Chip de Inteligência Artificial deve ser lançado pela Intel em parceria com o Facebook

Até o final deste ano de 2019, a Intel em parceria com a rede social Facebook, deve lançar um chip de inteligência artificial, com o que há de mais moderno no mercado atual. A previsão é que a conclusão do trabalho de ambas as empresas aconteça no segundo semestre.

Essa novidade foi anunciada durante a feira de tecnologia CES, que aconteceu em Las Vegas e trouxe inúmeras opções para o futuro tecnológico.

Com este novo processador, a Intel pretende se manter em destaque no segmento de inteligência artificial, pois é uma área de interesse global e que está avançando muito rapidamente. Com os avanços tecnológicos empresas como a Nvidia e Amazon vem desenvolvendo chips similares, gerando uma grande competição no mercado.

Para que irá servir o novo chip IA da Intel?

Este novo processador munido de inteligência artificial irá ajudar nas tarefas conhecidas como inferência. A inferência nada mais é do que o processo em que um algoritmo de inteligência artificial assume tarefas automáticas como as que são utilizadas no reconhecimento facial e também tags das fotos no Facebook, por exemplo.

Google destina verba para projetos sociais que envolvam  IA

Mercado dos processadores

A Intel domina a anos o mercado dos processadores e já é a referência quando o assunto é inferência para aprendizagem de máquina. Inclusive a previsão de crescimento dos analistas de mercado é que a marca chegue a valer US$ 11,8 bilhões nos próximos 2 anos.

Outra empresa consolidada do mercado e que é a principal rival da Intel é a Nvidia. A empresa de placas gráficas lançou no último mês de setembro um chip próprio de inferência que será usado em suas aplicações e competir globalmente com a Intel neste ramo.

No mesmo ramo de inferência, mas com outras aplicações, a Amazon desenvolveu e lançou em novembro um chip nos mesmos moldes das duas empresas. Porém a Amazon não é uma ameaça direta aos negócios da Nvidia e Intel, isso porque o foco com a criação deste chip não é a venda no varejo, mas sim o uso nos serviços da nuvem.

Em 2020 a Amazon estará vendendo serviços que utilizam esses chips com inteligência artificial para os atuais e futuros clientes que quiserem desfrutar da moderna computação em nuvem. Assim sem ter que depender de outras empresas, a Amazon deverá criar sua própria capacidade de processamento e oferecer um serviço na nuvem com valores mais modestos.

Outras novidades na CES

A Intel durante a CES 2019 confirmou que empresa de notebooks Dell irá usar a próxima geração de processadores com 10 nanômetros, em todas as suas máquinas XPS. Porém a nova linha de notebooks devem estar no mercado apenas no final deste ano.

Intel x Carros autônomos

Os carros autônomos e temas de mobilidade urbana são constantes nas últimas feiras tecnológicas. E neste ano na CES, o representante da unidade de direção autônoma de veículos Intel (Mobileye), Amnon Shashua, informou que todas as estradas do Japão foram mapeadas por meio de uma câmera inserida em veículos fabricados pela Nissan. Estes veículos contam com um sistema desenvolvido pela Mobileye, sendo uma aplicação de fábrica, que irá contribuir para o desenvolvimento da tecnologia autônoma.