amazon prime chega ao brasil

Amazon Prime chega ao Brasil, ótima notícia

Nesta última terça-feira (10/09) a Amazon lançou o seu serviço de assinatura de produtos de entretenimento e de compras no Brasil. O Amazon Prime “demorou” a chegar e era esperado por milhões de clientes que já importavam produtos da gigante em tecnologia.

Hoje a Amazon Prime já conta com mais de 100 milhões de clientes em 18 países.

O Prime chega para oferecer frete gratuito ilimitado para todo o Brasil e cumprir um prazo de entrega em no máximo 48 horas, que estará disponível inicialmente em cerca de 90 municípios.

Serão mais de 500 mil produtos ofertados em seu site, além de um serviço de entretenimento que irá competir com o Netflix.

Conheça o HarmonyOS o novo sistema operacional de celulares.

Amazon Prime Preços no Brasil

O pacote de R$ 9,90 por mês ou de R$ 89 anual, conta com frete grátis para todas as compras e incluí produtos do Prime Vídeo, que hoje tem centenas de filmes e séries, o PRime Music, com mais de dois milhões de músicas, o Prime Reading, com revistas e livros digitais e o acesso ao Twitch Prime, com streaming de games.

Nos EUA já são milhares de produtos e serviços oferecidos pela Amazon Prime, mas o lançamento “simbólico” de 500 mil produtos no Brasil, já é o maior lançamento inicial da Amazon Prime desde a criação em 2005.

Entrega em 48 horas e gratuita

A proposta da Amazon de entregas em 48 horas e frete grátis para milhares de produtos, é uma aposta muito agressiva contra os concorrentes. No Brasil hoje nenhuma empresa oferece algo semelhante, onde destaques como o Magazine Luiza e o Mercado Livre, contam com benefícios, mas não são tão agressivos.

Desafios da Amazon no Brasil

O presidente da Amazon Prime, Jamil Ghani, disse que no Brasil a Amazon surgiu “Tão rápida quanto possível e tão devagar quanto necessário”. Isso porque haviam desafios de infraestrutura, logística e tributação que deveriam ser solucionados, antes de oferecer um catálogo mais variado da empresa no Brasil.

Mas a inclusão no mercado brasileiro era uma realidade, cedo ou tarde. Tanto que grandes rivais locais como o Magazine Luiza, Mercado Livre e a B2W, responsável por Submarino e Americanas, já estavam investindo pesado em tecnologia e logística para criar sistemas mais eficazes e com prazo de entrega cada vez menor.

Mas o presidente da Amazon no Brasil, Alex Szapiro, disse que a empresa não está tão preocupada com a concorrência, mas sim na atenção em desenvolver um pacote de serviços conforme a demanda de consumidores no país.

Construindo um plano estratégico de TI.

O foco sempre foi o cliente. Szapiro diz que no país hoje há 210 milhões de pessoas e em algum momento todos eles podem se tornar clientes da Amazon.